segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Nossas mentes rejeitam as ditaduras


A Democracia vai sacudir o Mundo!! Pela própria dinâmica do Mundo!! Vamos ajudar a derrubar todos os muros!!

O Regime chinês, assim como qualquer outra ditadura, tem medo de tudo o que não está sob o seu estrito controle – o regime chinês é paranóico – *assim como o regime russo. Não importa que isto ou aquilo não esteja questionando o sistema de forma político-partidária. O que eles querem coibir é a possibilidade de uma forma de pensar diferente da ideologia prioritariamente economicista do Partido Comunista Chinês.  Esta visão economicista inclui uma coisa chamada capitalismo de Estado; vá lá saber se este capitalismo de Estado é “comunista” e como se aplica. Quais são os indicadores dos níveis de vida do povo chinês? O que é certo é que este novo tipo de capitalismo inventado pela China está deixando os capitalistas neoliberais ocidentais de cabelos em pé; pior para eles. Exemplo da forma de pensar do regime comunista chinês: como "aposentadoria", deram um pé na bunda de uma mulher tibetana que foi a responsável na sua província natal, durante 40 anos, pela gestão de escolas e monitoramento da aplicação das políticas educacionais (vide documentário de National Geographic). Depois de todo esse tempo, sendo solteira e já sem familiares que pudessem apoiá-la e sem outros meios de sustento, o que faria esta mulher, sem uma aposentadoria? Isto é a aposentadoria dos funcionários do Estado na China? Ou será que dessas ‘benesses’ só podem desfrutar ex-funcionários do Estado de origem tibetana? Todos os outros, não tibetanos e não Uighurs, terão direito a aposentadorias normais?

Li na Internet há uns dois meses, num site canadense chamado "Friends of Falun Gong" sobre a seguinte atrocidade: a denúncia de extração de órgãos de seres humanos vivos, membros de Falun Gong, sem o seu consentimento ou o conhecimento (ou de parentes), na China. Extração executada durante o período prisional. Falun Gong (ou Falun Dafa) foi declarada inimiga do Estado na China desde 1999, simplesmente por existir e não estar em nenhum manual maoísta, leninista ou trotskista de boas práticas; portanto, seus membros podem ser presos e feitos de gato sapato sem maiores questionamentos, simplesmente porque são “inimigos do Estado e foras-da-lei”.

A extração de bílis de ursos enjaulados, extração esta feita enquanto vivos (com drenos acoplados à vesícula biliar), destinada a confecção de "poções medicinais", praticada no país chamado China, é um absurdo e um abuso contra animais que não podem se expressar – puxar as calças do guarda da esquina e dizer: “– Seu guarda, aquele homem está me maltratando”. A extração de órgãos de seres humanos sem o seu consentimento, para qualquer fim, denunciada pelos canadenses de “Friends of Falun Gong” como sendo praticada na China, é um Crime Contra a Humanidade!

Imagem 2

Um regime como este não pode durar muito. Passaram-se 20 anos desde os levantes estudantis de 1989. Naquela época, a Internet apenas engatinhava. Em minha opinião, o regime chinês não pode durar muito. O regime chinês está com os seus dias contados, já que não pode se isolar do restante do Planeta indefinidamente. A Wikipédia não retrocedeu diante das pressões censórias do regime chinês e o regime chinês acabou tendo de liberar o acesso à Wikipédia, sem mais nem menos, sob pena de alijar o País de uma das mais importantes bases de dados colaborativas planetárias contemporâneas.


A ditadura chinesa sucumbirá à dinâmica do mundo, assim como a ditadura birmanesa, a ditadura iraniana e todas as outras ditaduras disfarçadas de “protetoras do fundamentalismo religioso do povo” e de "protetoras dos direitos do povo", que tão zelosa e paranoicamente afogam, atropelam e mutilam física e psicologicamente o próprio povo que dizem querer proteger.
 
   
Imagem 3 
De nossa parte queremos enviar uma clara solicitação ao governo brasileiro, levando à prática as  recomendações da  10ª Cúpula dos Laureados com o Prêmio Nobel da Paz (Berlim, novembro de 2009), expressadas em sua Carta para um Mundo sem Violência: que aplique os 2 bilhões de dólares destinados à aquisição do submarino nuclear na construção de infra-estrutura de saneamento básico e na melhoria dos sistemas de ensino e educação – 85% de todas as doenças são provenientes do uso de água e esgotos sem tratamento. O dinheiro será infinitamente melhor aplicado desta maneira. E que renegocie para baixo a aquisição dos 36 aviões-caça para a força Aérea, convocando antes uma reunião da UNASUL com vistas a  propor uma redução regional proporcional e coletiva dos equipamentos e efetivos militares dos países do Cone Sul. 



* O regime russo, disfarçado de democracia, impediu que a equipe-base da Marcha Mundial pela Paz e a Não-Violência, de passagem por aquele país, desfraldasse as faixas na Praça Vermelha, constrangendo os membros da equipe-base a inclusive virarem suas camisas com o símbolo da Marcha pelo contrário, enquanto estivessem em lugares públicos em Moscou. Os agentes policiais disseram que qualquer manifestação tem de ter autorização prévia da prefeitura. Será que os manifestantes dos grupos LGBT se esquecem de pedir estas autorizações todos os anos e por isto a polícia russa desce o cacete neles, todos os anos??  

---

Imagem 1: Cartaz da 10ª Cúpula dos Laureados com o Prêmio Nobel da Paz (Berlim, novembro de 2009) homenageando Aung San Suu Kyi, todos os presos políticos e reivindicando os Direitos Humanos a que todas as pessoas fazem juz. Aung San Suu Kyi foi eleita chefe de Estado na Birmânia em 1990 e presa logo em seguida pela  ditadura que se apoderou do País; permanece detida até hoje.


Imagem 2: Homem "bloqueia" coluna de tanques na Avenida da Paz Eterna  (Chang'an Boulevard) nas proximidades da Praça da Paz Celestial (Tiananmen Square) durante os protestos pró-democracia de 1989. Foto de Jeff Widener (The Associated Press), tirada em 5 de junho de 1989 a cerca de 800m de distância, da janela de um hotel. Fonte: Wikipédia


Imagem 3: Foto (orgulhosamente?) divulgada pela agência oficial iraniana de notícias (IRNA) mostrando dois rapazes iranianos condenados e prestes a serem executadas por serem homossexuais, no Irã. Fonte: blog Amálgama




blog comments powered by Disqus

CEH-RJ

CEH-RJ
Venha Planejar a Nova Sociedade Conosco - Centro de Estudos Humanistas do RJ

CMEH II Simpósio out 2010


www.worldsymposium.org
Estude Inglês
Estude Espanhol

Clique para enviar e-mail:
Loading...

Encyclopedia Mythica

Philosophia Perennis

Tráfego