quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Microincidente apaga o Brasil

E leva o Paraguai junto 

O apagão de ontem atingiu 18 estados brasileiros e a totalidade do Paraguai, também. O apagão foi causado pela ruptura de três linhas de transmissão simultaneamente – quanta falta de sorte!! As conseqüências sobre hospitais, transportes ferroviários e sobre o trânsito e a segurança pública ainda estão sendo avaliadas.

O Ministro da Justiça, Tarso Genro, antecipou-se em analisar o ocorrido, o qual qualificou de "microincidente". Vejam só as consequências de um microincidente como este:

Pacientes em hospitais correm risco de vida, se houver qualquer problema que impeça o acionamento imediato dos geradores. Passageiros podem ficar retidos em túneis de metrô. Sinais de trânsito e iluminação pública são desativados. Indústrias de produção contínua, como de vidro, cerâmica, siderurgia etc., não importa o horário em que ocorra um black-out, têm prejuízos enormes. Cidadãos podem ter seus aparelhos eletroeletrônicos danificados irreparavelmente e seus arquivos não salvos apagados. O abastecimento de água é interrompido para milhões de cidadãos.

O custo da energia elétrica subiu aproximadamente 500% nos últimos nove anos para o consumidor brasileiro. Depois do apagão de 2001 (no governo FHC), cuja investigação levou à conclusão de que tinha sido causado pela queda de um parafuso de uma linha de transmissão importante, houve massivos investimentos em geração e em transmissão de energia, justamente para evitar a ocorrência de novos apagões. Parece que os investimentos não têm surtido efeito, ou que a falta de sorte do Brasil no ramo de geração de energia elétrica é grande, pois este é o quarto apagão ocorrido no País num período de apenas dez anos! Esta falta de sorte precisa ser investigada e a geração e transmissão de energia elétrica monitoradas adequadamente.

Agora, peço desculpas a todos os brasileiros pelo apagão de ontem, que, na realidade, foi causado por mim.

Vou bater um fio para o Lula e pedir desculpas também ao primeiro mandatário...


clique para ampliar

Transcrição: "Lula, sou eu, aqui do Rio! Desta vez não foi um parafuso que soltou da torre não, igual na época do FHC. Deve ter sido quando eu liguei a torradeira e o disjuntor desarmou... Pede desculpa aê por mim pra galera da Eletrobrás! Foi sem querer. Ah! Depois te mando uma cartinha relatando um fato muito grave que tá acontecendo aqui no Rio. O [governador] Sergio Cabral quer demolir a Escola Friedenreich, que fica dentro do Maracanã, pra Copa de 2014! E o [prefeito] Eduardo Paes não tá fazendo nada pra impedir isso ! Um absurdo!! Contamos contigo e com o [Ministro da Educação] Haddad pra impedir isso, hem. Beijo na Marisa."

Entrevista de 2007 com o ex-presidente da Eletrobrás, em que ele afirma que o governo estava "amputando a Eletrobrás" (formato .doc):

Sucateamento da Eletrobrás - Correio da Cidadania

A mesma matéria na Internet, no seu lugar original: 

Ex-presidente da Eletrobrás afirmou em 2007 que o governo estava "amputando a Eletrobrás"

Arte: Angelo Polveroso



blog comments powered by Disqus

CEH-RJ

CEH-RJ
Venha Planejar a Nova Sociedade Conosco - Centro de Estudos Humanistas do RJ

CMEH II Simpósio out 2010


www.worldsymposium.org
Estude Inglês
Estude Espanhol

Clique para enviar e-mail:
Loading...

Encyclopedia Mythica

Philosophia Perennis

Tráfego