segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Diferentes tipos de petróleo

"Petrobrax"... Mas com outro nome?



Quando me cabe escrever sobre um tema como este, sempre me lembro da expresão "reflexões sem dor", imortalizada por Millôr Fernandes na sua coluna.

O Brasil dispõe da 8ª maior empresa global, sob qualquer ponto de vista, no ranking mundial, a Petrobras. Esta empresa explora petróleo e também é a líder mundial em tecnologia de exploração de petróleo em águas profundas. A Petrobras não somente é altamente capaz, como também altamente competitiva e lucrativa, com capacidade, por exemplo, de investir em outros países, como Bolívia, Argentina e México. Entretanto...

Agora que o País dispõe das maiores reservas de petróleo descobertas em todo o mundo desde a década de 1950 (as reservas da camada pré-sal), o governo brasileiro fala em criar uma empresa "especialmente para gerir os recursos do petróleo oriundo do pré-sal e garantir o seu uso para o progresso do povo brasileiro" (ou coisa que o valha), em linhas gerais.

Pré-SalBras? 

Como assim? A Petrobras já não dá conta do recado?? Ela já não existe para isso?? Como seria a normatização do capital e a administração desta "nova empresa petrolífera", supostamente mais 'ágil, dinâmica e antenada com as novas tendências internacionais de gestão de recursos não-renováveis'... Digamos assim? O que há de errado (ou de muito certo) com a Petrobras, que faça com que ela não possa continuar sendo a única gestora do petróleo pertencente ao povo brasileiro, explorado por um empresa estatal?

Eu não entendo de administração de empresas petrolíferas; só entendo, modestamente, de lógica elementar. Como o meu raciocínio é limitado, a única diferença existente que consigo captar entre o petróleo médio-profundo e o petróleo profundíssimo (oriundo da camada pré-sal) é... A quantidade! Portanto, devido a esta minha curta visão estratégico-empresarial, este assunto me deixou, assim, digamos, com um elefante atrás da orelha!!

Sim, sem dúvida acho que o melhor a fazer é manter este assunto na categoria de "reflexões sem dor", já que não se pode fazer muita coisa a respeito, no momento.

Produção de petróleo atingirá seu pico em 20 anos, diz relatório  
(da BBC Brasil) 

---

Imagem: Plataforma P-36... afundando depois de uma explosão de causas desconhecidas (2005)

Juanes

Juanes vale mais do que os seus Grammies. Bem mais. ¡Mucho más!



Apesar de ter sofrido até ameaças de morte nos EUA por promover o show "Paz sem Fronteiras" em Havana (Cuba), o cantor Juanes manteve o evento, que reuniu um público de mais de 1 milhão de pessoas (segundo o site G1), hoje (ontem), 20 de setembro de 2009, Dia Internacional da Paz.


Juanes foi dos primeiros artistas populares a apoiar a Marcha Mundial pela Paz e a Não-Violência.

Obrigado, Juanes. ¡Arriba Juanes!

---


Our dear friend Juanes made the show "Peace Without Borders" today in La Habana (Cuba). The public present reached more than one million people, according to G1. Juanes has been one of the first pop stars to endorse The World March for Peace and Nonviolence, which will begin in October 2, 2009.


Juanes: "It's time to change hate for love"

Some coverage

On CBS News

On Granma

Recent expectations about the show

CEH-RJ

CEH-RJ
Venha Planejar a Nova Sociedade Conosco - Centro de Estudos Humanistas do RJ

CMEH II Simpósio out 2010


www.worldsymposium.org
Estude Inglês
Estude Espanhol

Clique para enviar e-mail:
Loading...

Encyclopedia Mythica

Philosophia Perennis

Tráfego